Mawaca se prepara para lançar seu terceiro DVD

9 de junho de 2012

Cantoras do MAWACA durante gravação do DVD ‘Ikebanas Musicais’, gravado em 2011, no SESC PInheiros

Depois de realizar viagens musicais com canções encontradas em lugares distantes como a África Central, Oriente Médio, Península Ibérica e o (desconhecido) Norte do Brasil, o MAWACA lança em novembro mais um trabalho inspirado nas múltiplas sonoridades encontradas no mundo.

Ikebanas Musicais, o terceiro do grupo, é um delicado DVD que costura canções japonesas de diferentes estilos e épocas com elementos brasileiros, criando uma trama delicada e envolvente. O repertório traz canções do folclore japonês (min’yo) tais como Soran Bushi, Hotaru Koi, Imayo, Oshogatsu, Kazoe Uta e Asadoya Yunta. O Brasil também se encontra com o Japão em fusões com canções nacionais como Akhoyte dos índios Gavião e Se essa rua fosse minha, clássico do cancioneiro infantil brasileiro.

Ikebana significa fazer ‘viver as flores’ ou ‘dar mais vida à flor’. Foi inspirado nesta tradição de montar arranjos florais harmônicos oferecidos a Buda, prática de origem indiana adotada pelos japoneses, que nasceu o show Ikebanas Musicais.

O espetáculo relaciona essa arte milenar com o processo da criação de arranjos sobre canções tradicionais japonesas que resultam em constantes diálogos entre Brasil e Japão, cujas combinações e variações de canções e escalas japonesas são pontuadas com alguns modos, melodias e ritmos brasileiros.

O roteiro deste concerto-ikebana dirigido por Magda Pucci, diretora musical do MAWACA, tem como inspiração os hai-cais sobre as estações do ano, instigando o público a se envolver nas imagens e sons de cada período do ano.

O show, gravado em junho de 2012 no Sesc Pinheiros, deu origem  a este que é o terceiro DVD do. O evento de lançamento do trabalho será em novembro, no Auditório Ibirapuera, em São Paulo. Em breve, informações detalhadas do show poderão ser encontradas no site do Mawaca.

Ikebanas Musicais tem as participações especiais da professora e cantora Tamie Kitahara no koto e no shamisen, instrumentos tradicionais japoneses; duo de taikos com Daniella e Deborah Shimada do Grupo Himawari Taiko; Shen Ribeiro no shakuhachi; e Cíntia Zanco no violino.

O projeto cenográfico do show tem como cenário as projeções dos desenhos da artista plástica Érica Mizutani, mixadas ao vivo por Ricardo Botini, com imagens de várias facetas do Japão moderno e antigo com suas contradições e belezas. O figurino das cantoras e músicos foram assinados por Jéssica Vidal.